Como você se sente ao aprender um novo idioma?

Buffer

Se você digitar no Google “processo de aprendizagem de crianças bilíngües” irá encontrar uma série de textos sobre as vantagens de uma segunda língua desde cedo. Apesar de haver controvérsias sobre o quão benéfico pode ser, ou não, para o desenvolvimento das crianças, é senso comum ouvir que quanto mais cedo você estudar línguas estrangeiras, mais facilmente você irá aprendê-las.
Porém, como se dá o aprendizado de um novo idioma quando já somos adultos? Quando já estamos longe da escola há algum tempo? É fato que para aprender um novo idioma basta você querer. Mas a questão que levanto aqui são as novas sensações que o aprendizado de outra língua pode provocar.
Já estava na faculdade, e longe do processo de alfabetização, quando comecei a estudar Italiano. Senti-me como uma criança porque ao aprender um novo idioma precisamos aprender tudo a partir do zero, literalmente. Como uma criança, aprendemos os números, os nomes das cores, como apresentar-se a um novo amigo e por aí vai.

Tudo isso me faz refletir sobre o quanto é natural para uma criança o processo de aprendizagem. Elas inventam palavras o tempo todo e lidam muito bem com a situação, pois ainda não estão presas às convenções sociais. Elas liberam a imaginação e conseguem comunicar o que desejam. Fico me perguntando em que momento perdemos essa capacidade de imaginação e naturalidade infantil. Quando passamos a ser adultos “socialmente moldados”, que podem ficar paralisados por não saber se expressar em outra língua?
Por isso, acredito que aprender um novo idioma é sempre muito bom. Não só porque irá melhorar seu currículo, mas porque pode ser uma oportunidade de você abrir sua mente a uma nova cultura, um novo mundo e, mais importante, liberar sua imaginação como qualquer criança faria.

[English]

You might also like:

Buffer