Amo muito tudo isso: “slogans” mundo a fora!

É muito comum durante os intervalos de almoço do bab.la questionarmos uns aos outros sobre os diferentes aspectos de nossas línguas maternas. Em geral o assunto começa com a pergunta: Como se diz “banana” em Suaíli?
Semana passada o tema de discussão foi o slogan do McDonalds. Pronto! Reuni tudo o que gosto de escrever a respeito: publicidade, posicionamento de marca, diferentes idiomas e diferentes culturas! O resultado é o artigo que você lê agora.
A campanha com o slogan “I’m loving’ it” foi lançada em 2003 em Munique na Alemanha. Essa foi a primeira campanha global do McDonalds. Tinha como objetivo fidelizar seus clientes ao redor do mundo e definir um posicionamento de marca.

Para os leigos no assunto “fazer publicidade” aí vai alguns conceitos básicos, explicados de forma dinâmica: Posicionamento de marca é a forma como os consumidores vêem determinado produto. Cabe a empresa, e aos publicitários, garantir que esse posicionamento seja positivo. Para que isso aconteça são desenvolvidas ações, estratégias de marketing e slogans. Se considerarmos que uma campanha publicitária é uma narrativa (uma história) podemos considerar que o slogan é o desfecho, o “gran finale”!
Normalmente são escritos dezenas ou centenas de slogans até atingir um bom resultado. Lembro muito bem, também, de meus professores de publicidade dizendo que quem deseja ser criativo em redação deve dominar as possibilidades que a língua oferece para elaborar textos inventivos e originais. Muito bem. Então depois de escrever centenas de slogans até encontrar o melhor desfecho, ainda é preciso traduzi-los em vários idiomas e de forma adequada. Afinal, as traduções de slogans nem sempre são literais.
Na época em que a campanha foi lançada havia muitas dúvidas sobre seu funcionamento ou não. Seria possível um slogan global atender aos aspectos de diferentes culturas? Hoje sabemos que sim. “Amo muito tudo isso” no Brasil extrapolou a marca do McDonalds e foi parar nos títulos dos álbuns de fotografias das redes sociais! O slogan brasileiro não é tradução literal de “I’m lovin’ it”, o correto seria dizer “estou amando isso”. Mas teria sido tão popular quanto “amo muito tudo isso”? Talvez não.

Conversando com meus colegas de trabalho descobri que o slogan não é traduzido para Dinamarquês , Sueco ou Italiano. Nesses países se mantém a versão em Inglês, pois as traduções não atingem o mesmo significado que a frase possui no idioma original. Ou simplesmente porque nesses países o número de pessoas que fala Inglês é superior, se comparado com outros países.

Então, como se diz “I’m lovin’ it” no seu idioma? Espero que tenham gostado das breves reflexões sobre slogans em diferentes línguas! Abaixo você confere mais algumas traduções:

Espanhol: Me encanta;
Francês: C’est tout ce que j’aime;
Alemão: Ich liebe es;
Suaíli: Ninaipenda;
Russo: вот что я люблю;
Turco: işte bunu seviyorum.

[English]

You might also like: