Bocadinhos de Brasil – Parte 1

Que o Brasil é um país imenso, colorido e de diversidade incomparável, todos sabem. Os números assustam , dão a dimensão aproximada do universo que se esconde em apenas um país, mas não revelam as cores e a variedade que se esconde atrás dos algarismos. Por essas e outras razões, vamos começar a apresentar aqui, aos poucos, pedacinho por pedacinho do Brasil (e é preciso dizer aqui que “pedacinho” é apenas uma expressão, pois estamos falando de milhares de quilômetros), através dos seus 26 estados. Com isso, pretendemos esboçar um panorama da muliplicidades deste enorme país e encorajar você, leitor, a desbravar ainda mais os fascínios desta terra chamada Brasil.

Rio Grande do Sul

O extremo Sul do Brasil é uma região desconhecida da maioria dos estrangeiros, que normalmente pensam em Brasil como samba, calor o ano inteiro, mulatas e carnaval. Esteriótipos com relação a qualquer país são inevitáveis, mas perigosos. Quando se trata de uma nação com uma população aproximada de 191,796,000 habitantes então, a chance de um esteriótipo não corresponder â realidade é ainda maior.

Região com maior Índice de Desenvolvimento Humano do País, o Rio Grande do Sul faz fronteira com o Uruguai, a Argentina e o Paraguai, o que o torna um Estado um ponto estratégico para o Brasil no Mercosul. Destaca-se nacionalmente pela economia forte, pelo clima frio e pela influência européia, que está nas raízes de 90% da população do Estado. Semelhanças com a Europa estão também no tempo: no Rio Grande do Sul há 4 estações bem definidas e no inverno as temperaturas aproximam.se de 0 Celsius, podendo nevar.

Os gaúchos, como são chamados, cultivam tradições do Pampa — região da fronteira com o Uruguai, como beber mate (chamado também de chimarrão) e comer churrasco. São conhecidos pelo Brasil como um povo sério e orgulhoso, mas ao mesmo tempo simpático e acolhedor.







Conheça o Rio Grande do Sul

E ouça um pouco da música típica gaúcha:

[English]

You might also like: